A- A A+
Quarta, 22 Janeiro 2020 13:29

Município de Matipó começa a receber doses da vacina pentavalente

Após alguns meses em falta nos postos de saúde de todo o país, o Ministério da Saúde começou a distribuir no dia 9 de janeiro para os estados 1,7 doses da vacina pentavalente. Dos estados, elas passam a ser encaminhadas para os municípios.
A enfermeira coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Matipó, Vanessa Alves da Rocha, informou à população Matipoense que no dia 06 de fevereiro está previsto a chegada de 84 doses da vacina.
 
“Isso equivale a 32,3% dos esquemas vacinais do município, sendo que 260 crianças aguardam a chegada da vacina. Apos um trabalho de campo e pesquisa ficou definido que crianças com maior tempo em atraso terão prioridade no recebimento deste primeiro lote, e os demais serão agendados pra 2ª remessa.
Até o momento, o Ministério da Saúde já falou nos canais oficiais que em breve será regularizado o estoque, mas ainda não estipulou uma data. Então, estamos aguardando para recebermos a definição do Ministério da Saúde. É um problema não só em Matipó, mas o Brasil inteiro está sofrendo com a falta da vacina pentavalente.
 
A vacina pentavalente protege contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e uma bactéria responsável por infecções no nariz e garganta.
 
Segundo o Ministério da Saúde, entre junho e dezembro do ano passado, a oferta esteve irregular devido a problemas com o fornecedor.
 
A população precisa estar ciente que a vacina passa por todo um processo de pedido e aprovação final. O Brasil compra a vacina via Fundo Estratégico da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), pois não existe laboratório produtor no país.
 
“A OPAS faz uma licitação e define quais empresas vão fornecer as vacinas ao país. Depois, ela faz um contrato com essas empresas que fornecem. As empresas falam um prazo de entrega e Como não é uma compra direta, é uma importação que o país faz, quando as vacinas chegam ao Brasil têm de ser liberadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Liberadas, a Anvisa envia lotes da vacina para serem analisadas pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). Que vai fazer a análise se a vacina está adequada ou não para uso humano”, explicou.
 
De acordo com ele, se as vacinas forem aprovadas no teste de qualidade, elas são distribuídas para a rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, em julho de 2019, conforme o Ministério da Saúde, lotes do laboratório pré-qualificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) foram reprovados no teste de qualidade. Em agosto, o Ministério da Saúde solicitou reposição do produto, mas, naquele momento, não havia disponibilidade imediata no mundo.
 
O esquema vacinal prevê três doses da vacina: aos 2 meses, aos 4 meses e aos 6 meses. O Ministério da Saúde orienta que os municípios devem regularizar a caderneta de vacinação das crianças assim que os estoques estiverem regularizados.

Entre em Contato

Praça da Independência, n° 242, Centro

Matipó - MG | CEP: 35.367-000 

Tel: (31) 3873-1680/1086
E-mail: contato@matipo.mg.gov.br

Matipó - Minas Gerais


Prefeitura de Matipó!

Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta-feira
aberto de 08h às 11:30h e 13h às 17h